Uma bomba de água solar, na sua essência, é uma bomba de água movida a energia solar. Esta tecnologia é muito útil nas explorações agrícolas, uma vez que elimina a necessidade de geradores a diesel ou a necessidade de um ponto de ligação à rede elétrica. Esta melhoria em termos de fonte de energia permite a otimização dos custos de funcionamento, uma vez que o recurso solar é gratuito em comparação com o custo do combustível ou da eletricidade. Por este motivo, os custos operacionais são consideravelmente reduzidos.

 

Qual é a finalidade do bomba de água solar?

Como todos sabemos, a água é um recurso essencial para a agricultura. Embora cada tipo de cultura tenha necessidades específicas de água, o que é certo é que nenhuma delas irá sobreviver face a uma falta prolongada. Normalmente, o recurso hídrico utilizado pelos irrigadores provém de valas, poços, rios, reservatórios, cisternas ou outras fontes. Em muitos tipos de plantações, a água é distribuída por aspersão e por isso é necessário utilizar grupos de pressão e bombas de água para irrigar corretamente toda a plantação, extraindo água das fontes acima mencionadas ou de aquíferos próximos. Estes locais estão geralmente longe dos centros urbanos e por isso não há abastecimento de água corrente e é necessário instalar sistemas específicos para bombear a água. A bomba solar, ou seja, a bombagem solar, destina-se a facilitar o processo e o funcionamento dos sistemas de irrigação, uma vez que o sistema de pressão é alimentado diretamente por painéis solares que geram a eletricidade necessária para alimentar a bomba de forma autónoma, sem necessidade de gastar dinheiro em combustível para geradores ou em eletricidade fornecida de um ponto de ligação à rede. Outra das vantagens desta tecnologia é que é perfeitamente adequada à nossa latitude, sendo eficaz a sua instalação em todo o território nacional uma vez que tira partido da radiação direta, bem como da radiação difusa, ou albedo. Graças a esta propriedade dos painéis fotovoltaicos, a energia pode ser obtida mesmo em dias nublados, embora com um rendimento inferior ao obtido em dias ensolarados.

A energia fotovoltaica (ou solar) é um tipo de energia limpa no grupo das energias renováveis e, portanto, amiga do ambiente. Em comparação com a energia dos geradores a diesel, esta energia não polui ao ser gerada.

 

Que equipamento é necessário para a bomba solar? Quais são os componentes de um sistema de bombagem solar?

Um sistema de bombagem solar é composto pelos seguintes componentes descritos abaixo:

  • Painéis solares: Estes são os painéis solares fotovoltaicos amplamente conhecidos hoje em dia. É uma tecnologia mais do que comprovada e robusta que permite obter eletricidade a partir da radiação proveniente do sol, ou seja, dos raios solares.
  • Regulador de carga: Este elemento é responsável por absorver os picos de tensão provenientes do painel solar e fornecer uma saída de corrente uniforme que evita os picos de corrente na bomba solar.
  • Baterias: Armazenam o excesso de corrente a ser utilizada em períodos de ausência de luz solar (à tarde ou em dias nublados).É importante salientar que não são um elemento essencial, e embora tornem a instalação mais cara, podem ser interessantes em locais menos ensolarados para armazenar o excesso de eletricidade gerada em momentos de alta insolação, para serem utilizados em momentos de ausência de luz solar.
  • Inversor: Este elemento é responsável por transformar a corrente contínua produzida nos painéis solares em corrente alternada que pode ser utilizada pela bomba solar.

 

Que vantagens obtêm as explorações agrícolas?

A utilização de um sistema de bombagem solar implica diferentes vantagens. O fundamental é a poupança de dinheiro, por diversos fatores, mas não é o único. Listamo-los abaixo.

  1. Em primeiro lugar, aumentamos a eficiência energética do sistema, uma vez que a energia fotovoltaica é produzida no mesmo local onde é consumida. Além disso, nas instalações que têm baterias, é possível armazenar o excedente produzido pelos painéis, e este excedente de energia pode ser utilizado em situações de baixa radiação solar.
  2. Manutenção fácil. Este equipamento requer manutenção mínima comparada com a exigida nos grupos de bombagem tradicionais alimentados por geradores.
  3. Monitorização da operação. Estes sistemas permitem o seu acompanhamento permanente, obtendo dados precisos do seu funcionamento. Isto permite saber de forma detalhada se o sistema está a funcionar em plena capacidade, quanta energia é gerada e utilizada, se há fugas e outras informações interessantes.
  4. Este sistema de bombeamento pode ser dimensionado e subsequentemente dimensionado de acordo com as necessidades da quinta. Tanto as máquinas de extração de água como o equipamento fotovoltaico podem ser adaptados a quase todas as extensões. Isto permite que cada quinta tenha uma instalação onde é obtida a quantidade apropriada de água, para que não sejam incorridas despesas desnecessárias.
  5. Por último, o benefício ambiental é claro. O funcionamento deste sistema não produz emissões poluentes, sejam líquidas ou gasosas. A maquinaria é alimentada pelos painéis solares e as suas baterias, componentes que não produzem quaisquer emissões. Como não se utiliza gasolina ou outros derivados do petróleo, não haverá fugas que possam ir parar a um aquífero. Isto permite poupar dinheiro e proteger o ambiente.

 

É realmente lucrativo?

Uma coisa a considerar em relação a esta tecnologia é o seu custo inicial, bem como o custo que terá assim que estiver a operar. O investimento inicial é superior à utilização de um gerador elétrico, no entanto, a longo prazo, a poupança é muito maior. O custo do combustível é reduzido a zero.

Além disso, enquanto uma instalação fotovoltaica irá produzir energia com base na luz solar presente, a eletricidade excedente gerada pode ser armazenada em baterias. Desta forma, existe um buffer com o qual se pode compensar nas horas de baixa radiação solar.

As possibilidades de automatização do sistema também devem ser tidas em conta. A rentabilidade é melhorada desta forma, uma vez que o funcionamento da bomba pode ser programado de acordo com critérios pré-estabelecidos. Estes podem ser facilmente modificados para satisfazer qualquer mudança nas necessidades de irrigação, dependendo da época do ano ou de outros fatores. Além disso, o aumento do preço da eletricidade não afetará o sistema, uma vez que este gera a sua própria energia.

 

O investimento inicial é frequentemente recuperado a médio prazo (são comuns períodos de retorno de quatro ou cinco anos). A eficiência deste tipo de sistema garante poupança, reduz drasticamente o consumo e permite uma utilização racional tanto da água como da energia.

Em suma, uma bomba de água solar é uma grande ajuda para as explorações agrícolas. Qualquer que seja a dimensão da exploração, este sistema pode ser dimensionado de acordo com as necessidades ou disponibilidade de água. Além disso, embora exija algum investimento inicial, este é compensado por custos operacionais e de manutenção mais baixos do que outras alternativas.

 

Quer saber mais?

No GoSafe podemos ajudá-lo a implementar este sistema com a cobertura de um seguro que garante por contrato as poupanças projetadas pelo seu fornecedor de tecnologia de bombagem solar.