Utilizar AVAC para climatizar um edifício é uma boa ideia. Há um grande número de soluções para o fazer, mas poucas integram os diferentes sistemas de ar condicionado de uma forma transversal. Esta alternativa proporciona poupanças consideráveis nos custos com energia. O que precisa de saber sobre AVAC?

O que é o AVAC?

AVAC, ou HVAC, são siglas para sistemas de Aquecimento, Ventilação e Ar Condicionado. Em geral, refere-se à renovação e tratamento do ar para garantir que está nas condições certas de temperatura e humidade para os utilizadores de um edifício ou instalação, além de garantir a sua salubridade.

Uma boa manutenção deste equipamento também melhora o aquecimento, arrefecimento e ventilação das salas; desta forma os espaços são mais confortáveis para uso humano. A integração de diferentes sistemas é crucial para alcançar estes resultados, mantendo sempre uma eficiência energética adequada. É neste aspeto que o AVAC se destaca.

A instalação de todo este sistema deve ser realizada por profissionais, que determinarão a forma mais eficiente de o aplicar. Só assim se poderão atingir poupanças económicas substanciais, algo que é essencial no mundo empresarial e industrial. Não só obterá melhores condições de trabalho graças à qualidade do ar, mas também reduzirá os custos derivados da utilização da energia.

Em busca da poupança

Podem ser atingidas poupanças económicas significativas graças aos sistemas baseados em AVAC. Neste sentido, é de esperar que manter um espaço climatizado com uma temperatura estável contribuirá para aumentar a fatura da eletricidade, ou mesmo de gás ou outras fontes. É importante mencionar que diferenças de um grau na temperatura do ar condicionado podem traduzir-se em mais de 10% do gasto de energia.

O conforto térmico para os seres humanos varia entre os 20 e os 26 ºC. Além disso, nesta gama de temperaturas, o desempenho dos colaboradores melhora e o conforto permanece estável. Assim, a produtividade pode manter-se no máximo, e isso irá gerar maiores lucros para a empresa.

Por outro lado, a instalação AVAC é acompanhada da integração de sistemas para controlar o gasto de energia. Estes dados são importantes para poder corrigir o consumo que está a ser feito, ou para saber em primeira mão onde estabelecer melhorias. Talvez seja descoberta uma fuga de ar, ou que um equipamento tenha uma falha que afete o seu desempenho.

É também interessante ter dispositivos de recuperação de energia. Os recuperadores de calor são dispositivos cuja função é recuperar o calor ou o frio do ar antes de este ser expelido para o exterior. Em muitos casos é também interessante poder explorar a refrigeração tipo free cooling, ou seja, introduzir directamente o ar externo sem o tratar e, portanto, sem consumo de energia, se este tiver valores apropriados de temperatura e humidade.

Portanto, ter um sistema AVAC adaptado às necessidades de um edifício pode gerar grandes poupanças. Para alcançar este objetivo, contudo, devemos prestar atenção às necessidades específicas como a ocupação e utilização do edifício, e implementar as técnicas necessárias da forma mais eficiente possível e sempre com profissionais devidamente qualificados. Desta forma, o resultado final será que os colaboradores trabalham num ambiente mais confortável, mas sem um gasto superior de energia.

Quais são as funções do sistema AVAC?

Graças às três funções listadas abaixo e ao recurso das tecnologias mais recentes, são atingidas poupanças energéticas e económicas significativas. Além disso, são asseguradas a saúde e o conforto das pessoas, dois fatores que não podem ser negligenciados em qualquer caso.

  1. Aquecimento. Fornecer calor ao ar para contrariar as baixas temperaturas exteriores. Até agora era normal utilizar sistemas de aquecimento, mas, atualmente, está a apostar-se em outras ventilações mecânicas de fluxo duplo. Oferecem uma maior eficiência e uma troca de calor mais eficaz. Também é possível instalar bombas de calor eficientes.
  2. Arrefecimento. É necessário aguentar o extremo do Verão. A utilização de ar condicionado é a mais comum, mas o seu consumo de eletricidade pode disparar em dias de grande procura. É possível implementar outras soluções, tais como o arrefecimento evaporativo.
  3. Ventilação ou renovação do ar. Ela é essencial para que um edifício possa ser habitado minimizando ao mesmo tempo os riscos para a saúde dos utilizadores. Atualmente, são utilizadas técnicas de construção que aumentam a estanquicidade e o isolamento, o que impede a fuga de ar. Por esta razão é necessário optar por sistemas de renovação eficientes que consigam mover um volume de ar adequado.

Quando se trata de melhorar o efeito destas ações, um bom conhecimento da construção do edifício ou da instalação é muito útil. Otimizando a sua orientação, os materiais de construção e os sistemas de ar condicionado passivo ajudarão a promover a eficiência energética. Desta forma, o consumo de eletricidade ou gás será significativamente reduzido.

Felizmente, existem agora várias tecnologias diferentes que ajudam a implementar estes sistemas com facilidade. São uma boa escolha a longo prazo, uma vez que permitem poupanças consideráveis ao longo do tempo.

Em suma, é possível alcançar os níveis máximos de eficiência energética na implementação de sistemas de ar condicionado. E há múltiplas soluções, pelo que haverá sempre uma solução indicada adaptada às necessidades de cada edifício. Entre estas, o sistema AVAC é uma escolha acertada, uma vez que tem diferentes aplicações de grande interesse. No entanto, quando se trata de o implementar, é necessário contar com profissionais especializados. Não hesite e peça ajuda a GoSafe com ESI. Lembre-se que oferecemos consultoria gratuita, peça a sua!